Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

Caju-do-cerrado

O caju-do-cerrado, Anacardium humile da família das Anacardiaceae, é um fruto típico de campo sujo e de cerrado "sensu strito". Frutifica durante os períodos de outubro a novembro. Arvoreta tortuosa típica de cerrado, o cajueiro produz durante o auge da seca. Seu fruto, de coloração vermelho vivo e sabor doce e ácido, carregam uma grande quantidade de líquidos que saciam a sede com eficiência devido a sua característica isotônica. Apesar da grande quantidade de cajueiros no campo, sua produção é limitada e se restringe às coletas manuais com objetivos pouco comerciais, destinadas a subsistência, degustação e lazer, colher cajuzinho no campo é uma atividade prazerosa.

Do fruto do caju-do-cerrado, além de consumi-lo ao natural, faz-se doces, sucos, geléias, sorvetes, licores etc. Existem diversos modos de se conservar o cajuzinho, o mais comum é sob forma de compotas ou passa. Utiliza-se também para a alimentação humana a castanha do caju torrada, que é o fruto verdadeiro, já que a polpa comestível é pseudofruto. O caju é rico em vitamina C, e seu suco, pelo alto teor de sica, é adstringente e causa a prisão de ventre.