Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

Pirenópolis - Goiás - Brasil

colher-de-vaqueiro, chápeu-de-couro (Salvertia convallariaeodora) O pó da casca é usado para acidez estomacal; o chá das folhas para a má digestão e dores na coluna e o chá da casca para tosse. A flor é fecundada por mariposas noturnas, o que justifica sua cor e sua forte fragãncia durante as primeiras horas da noite. É árvore acumuladora de alumínio.

Busca por

termo
família
espécie

Salvertia convallariaeodora

Família: Vochysiaceae

Gênero: Salvertia

Espécie: convallariaeodora

Botânico: St. Hil.

Nomes populares: colher-de-vaqueiro, chápeu-de-couro

Uso: O pó da casca é usado para acidez estomacal; o chá das folhas para a má digestão e dores na coluna e o chá da casca para tosse.

Ocorrência: cerradão, cerrado de encosta

Floração: de marco a agosto

Frutificação: de agosto a setembro

Porte: árvore, escleromórfico, casca rugosa

Folhas: ápices emarginados, verticiladas, simples, pecioladas, nervuras visíveis, glabras, coriáceas, base aguda, nervuras salintes da face inferior, nervuras amarelas, margens lisas onduladas

Flores: inflorescência em tirso, hermafroditas, brancas, 5 pétalas

Obs: A flor é fecundada por mariposas noturnas, o que justifica sua cor e sua forte fragãncia durante as primeiras horas da noite. É árvore acumuladora de alumínio.

Fontes: Silva Junior, Manoel Cláudio da - 100 árvores do Cerrado, Brasília, Ed Rede Sementes do Cerrado, 2005.