Benvindo a Pirenópolis
Benvindo a Pirenópolis

Segurança e Saúde

Segurança Pública

A cidade conta com 1 Delegacia de Polícia Civil e um destacamento de Polícia Militar.

  • Delegacia de Policia Civil
    Endereço: Beira-Rio, s/nº.
    Telefone: (62) 3331 1813.
    Efetivo: 20 servidores.
    Facebook: https://www.facebook.com/dppirenopolis/
  • Polícia Militar - 18º CIPM - Cia Meia Pontense
    Endereço: Rua Bernadino Lobo, Qd 03 s/nº, Vila Santa Bárbara.
    Telefone: 190 (local) e (62) 3331 1756.
    Efetivo: 70 militares.

Tanto a Polícia Civil como a Militar mantém plantão 24 horas. Procure fazer sua queixa ou ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, localizada próximo a ponte velha sobre o Rio das Almas, na Beira-rio. Dependendo do dia e horário, as portas ficam fechadas, mas há plantão, bata na porta que serás atendido.

Dicas de segurança:

A criminalidade em Pirenópolis se concentra, na maioria dos casos, em furtos e assaltos. Localmente, a maior parte de ocorrências, são ocasionadas por delinqüentes juvenis. Em feriados e finais de semana, há um aumento nos casos de furtos e roubos devido oriundos de criminosos de outras localidades, que vem a Pirenópolis com este intuito. Portanto, o turista deve se precaver da seguinte maneira:
- Evite lugares ermos, escuros e desabitados, tanto no perímetro urbano como rural;
- Procure visitar atrativos naturais que oferecem infra-estrutura de segurança, como estacionamento vigiado, salva-vidas e monitores ambientais;
- Não leve, para os passeios, objetos de valores, como, câmaras e equipamentos caros, cartões de créditos, dinheiro excessivo, documentos, jóias e outros que possam chamar atenção;
- Hospede-se em locais recomendados e seguros;
- Procure andar com guias credenciados e idôneos e saiba de antemão qual a segurança do local a ser visitado e o que o guia pode lhe oferecer em caso de emergência (o guia não é polícia e nem guardas-costas, portanto desconfie do guia que lhe oferecer além do equipamento e conhecimentos em primeiro-socorros, calma e paciência e não lhe alertar dos riscos reais dos locais);
- Ao locar uma casa de temporada, confira a sua segurança e atente com quem você está dividindo a locação. O contrato de locação e um corretor credenciado pelo CRECI é de suma importância.
- Caso aconteça algum desagravo, tanto criminal como pro questões de segurança nos atrativos, não deixe de relatar o ocorrido na Delegacia de Polícia Civil ou no CAT - Centro de Atendimento ao Turista da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, (62) 3331 2729.

 

Corpo de Bombeiros

A cidade conta com 1 grupamento:

  • 11º Subgrupamento de Incêndio
    Endereço: Trav Sérgio Mota, s/nº - Vila Matutina;
    Telefones: 193 (local) e (62) 3331-1205;
    Email: 11sgi@bombeiros.go.gov.br;
    Efetivo: 21 Bombeiros Militares;
    Equipamentos: 1 caminhão ABS7, 1UR - Unidade de Resgate Padrão, 1 caminhonete ASN - Auto Salvamento Náutico, 2 viaturas administrativas - 1 automóvel e 1 motocicleta.

Os casos mais frequentes, que exigem a ação dos bombeiros, aqui em Pirenópolis, são o alcoolismo, durantes as festas e feriados, e acidentes traumáticos nas pedras das cachoeiras.

Dicas:

  • Ao sair para as cachoeiras e passeios fora do núcleo urbano, alimente-se bem e leve sempre muita água para beber e algum lanche para comer. A inanição e a desidratação diminuem a resistência à insolação, aos esforços físicos e ao alcoolismo e uso de drogas. Portanto, alimente-se adequadamente, beba muita água e faça uso de bebidas alcoólicas e outras substâncias com moderação;
  • Vá aos passeios sempre acompanhado, bem calçado e redobre a atenção ao andar sobre as pedras, um pequeno escorregão pode ser fatal;
  • Em épocas de chuvas fortes, tenha cuidado com as enxurradas. Raramente acontece trombas dáguas em nossos rios, mas as enxurradas elevam seu nível rapidamente impedindo a travessia, trazendo galhos e arrastando incautos. Portanto em tempos de trovoadas, fique sempre em lugar seguro que seja possível a evacuação imediata;
  • Vindo em excursões, solicite apoio ao Bombeiros, com antecedência e via ofício. Eles podem destacar alguns bombeiros para a segurança do seu grupo.

Em casos de acidentes:

  • Acione imediatamente o Corpo de Bombeiros através dos telefones 193 ou (62) 3331 1205. Ao sair para viajar, verifique com a operadora de seu celular a possibilidade de transferência de área, para que ao discar os telefones de segurança - 190 e 193, estes chamem a polícia e bombeiros locais, ou então salve na agenda os números locais;
  • Só mexa com a vítima em caso de parada respiratória ou se o local onde ela se encontra é extremamente perigoso. Em outro caso, nunca mexa com um acidentado, querendo transportá-lo ou movê-lo, pois uma lesão na coluna ou numa vértebra pode agravar e causar danos irreversíveis;
  • Faça a segurança do local. Se for um acidente em estrada, sinalize a área para que não ocorra novos acidentes. Se for uma queda nas pedras, veja se não há pedras soltas ou barrancos prestes a cair. Se for mordida de animal peçonhento, tente achá-lo, capturá-lo ou afastá-lo do local;
  • Dê conforto ao acidentado. Se possível, coloque-o na sombra ou faça sombra sobre ele. Alivie cintos, fivelas, cadarços, relógios etc. Afaste curiosos e pessoas nervosas que possam desequilibrar o estado psicológico do acidentado;
  • Nunca dê água ao acidentado, mesmo se ele pedir. É comum um acidentado sentir sede, isto é proveniente do estado de choque em que se encontra. A ingestão de água pode piorar uma hemorragia interna, caso isto tenha ocorrido;
  • Em caso de afogamento, só tente retirar o afogando se tiver segurança e certeza da técnica. Não é fácil retirar um afogando das águas e é comum casos do salvador ser afogado pela vítima.

 

Saúde Pública

Pronto Atendimento

  • Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime
    Endereço: Rua Pireneus, s/nº
    Telefone: (62) 3331 1666
    Email: heelj@saude.go.gov.br
    Plantão 24 horas:
    Recurso humano: 1 clínico, 1 especialista, 3 técnicos de enfermagem e 1 enfermeiro.
    Equipamentos: Raio X, Laboratório de Análises Clínicas e Sala de Emergência conforme padrãoCFM
    Encaminhamento:
    Trauma: Hospital de Urgência de Anápolis - (62) 3098 8503
    Clínica e Obstetrícia: Santa Casa de Misericórdia de Anápolis - (62) 3311 2555
    Epidemiologia: Hospital de Doenças Tropicais de Goiânia - (62) 3282 6161 e 3249 3122

    O hospital mantém soro anti-ofídico conforme o perfil epidemiológico da região e nas quantidades relativas às médias de ocorrências.

Dicas preventivas:

Os principais acidentes que acontecem em Pirenópolis são de natureza traumática. Tanto que durante os feriados e finais de semana, o especialista de plantão é um ortopedista. Portanto, como sempre é melhor prevenir do que remediar, tome estas precauções:

  • Venha a Pirenópolis com roupas apropriadas, principalmente calçados. As ruas e calçamentos são irregulares e de pedras e é comum casos de torções e tombos dentro da área urbana. Nem pense em trazer salto alto para cá;
  • Previna-se contra a insolação. Use chapéu e protetor. O sol do Centro Oeste, principalmente durante a época de seca, é abrasador;
  • Previna-se contra a desidratação. Na época de seca, o corpo perde muita água. Não saia para os passeios sem levar um bom estoque de água potável;
  • Cuidado nas cachoeiras e corredeiras. Andar sobre as pedras é sempre muito arriscado e perigoso e um tombo pode ser fatal;
  • Ao sair para passeios longos, leve água e alimentos. Procure a orientação de um guia para saber se o passeio é adequado ao seu preparo físico;
  • Em trilhas na natureza, use calçados adequados e proteja-se contra carrapatos, insetos, cobras e outros animais peçonhentos. Evite andar fora das trilhas, ou em trilhas sujas de matos, sem o acompanhamento de um guia experiente;
  • Ao contratar um guia, verifique se este possui conhecimentos de primeiros socorros, é credenciado e carrega consigo EPS - Estojo de Primeiros Socorros completo;
  • A embriagez causa desidratação e desnutrição. Beba sempre moderadamente e esteja bem alimentado;
  • Ao cair da tarde, as muriçocas (mosquitos) atacam. Se você tem alergia, proteja-se com repelente e evite as beiras de rio nestas horas. Avise sempre ao seu guia se possui alergia a picaduras de insetos.